segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Reserva - SPFW - inverno 2011


Ao som de Lobão com a musica "Decadence avec Elegance", a Reserva aposta neste inverno 2011 em uma irreverência sutil para tirar a pose do mauricinho preppy, com uma imagem atual e focada num homem de espírito jovem.

A alfaiataria é o mais bacana, com detalhes de pregas, ganchos de calças deslocados, mix de materiais inesperados num mesmo costume, como lã tradicional de blazers combinados a tricô em pontos mais rústicos, além de camisas com golas de perfume mais clássico, porém crescidos, e peitilhos de pólos levemente “entortados”.

Este homem com look pensado também tem um pé na elegância e outro na contemporaneidade, investindo em leggings de tricôs com estampas de “mofo” de efeito 3D e maxi-casacos, ao lado de costumes em xadrez flanelado ou com estampas de pequenas mosquinhas. Nos materiais, muita lã, denim, veludo e tricoline. Já na cartela de cores, verde-musgo, caqui, vinho, cinza e preto.




Assista ao video do desfile da Reserva

V.Rom - SPFW - inverno 2011



A V.Rom trouxe para a passarela alguns dos modelos masculinos mais reconhecidos da última década como Diego Querzoli, Tiago Gass e Andre Lazzarotto entre eles. Numa forma de comemorar a trajetória da marca. Trouxe também os que já trocaram de profissão, como o ator Cássio Reis que nesta temporada faz uma participação especial como repórter para o GNT e seu irmão, o fotógrafo Paulo Reis. Até o arquiteto Marcelo Rosenbaum e o ator global Rodrigo Edelstein entraram neste casting especial.

Todos desfilaram os looks urbanos da V.Rom que, como sempre, fez uma coletânea de peças inspiradas no particular universo do streetwear. Parkas, jaquetas, bermudas, calças e camisetas, em geral. O xadrez, eleito das ruas, apareceu em ternos curtos e estruturados em alfaiataria, mas com uma composição ousada de recortes. O náilon fino preto brilhante foi uma das apostas da V.Rom para temporada. Principalmente para jaquetas. Moletom e sarja foram usados nas peças mais confortáveis. Inclusive uma versão de bermuda saruel.

A proposta da V.Rom é misturar tudo, com sobreposições irreverentes, já muito utilizadas pelos homens. O degradê cobriu peças inteiras, em escalas de cores contrastantes que podia ir do azul ao marrom. Para pontuar os tons neutros da coleção, o púrpura vibrante. Nos pés, uma versão de tênis com tecido metalizado levemente brilhante.









Assista ao video do desfile da V.Rom

Ronaldo Fraga - SPFW - inverno 2011



O inverno 2011 do mineiro Ronaldo Fraga transpira poesia, falando e olhando para o universo gráfico e abstrato do artista Athos Bulcão, que segundo o criador, “levou a alegria e o universo da criança para Brasília e para a arte modernista nacional”.

As formas trabalhadas nesta temporada remetem a uma falsa simplicidade, com volumes mais retos, com uma prega, uma dobradinha, um pequeno recorte aqui ou ali, em peças que funcionam ora como vestidos, ora com túnicas com vestes, tudo em jacquard de algodão, seda, linho, algodão resinado, tafetá ou tule.

Os bordados são um show à parte e misturam diferentes tipos de técnicas, nas cores, muito preto, tangerina, cinza-concetro e um azul que Fraga apelidou de Céu de Brasília. Impossível não comentar a cenografia do desfile, assinada por Clarissa Neves e Paulo Waisberg, inspirada no universo de Bulcão, com espécie de azulejos suspensos com ilustrações de Fraga interagindo com imagens da infância de Bulcão, passando pelo carnaval dos anos 20 no Rio de Janeiro, pela efervescência modernista dos anos 50, até o fim de sua vida, já com o mal de Parkinson.









Assista ao video do desfile de Ronaldo Fraga

Maria Bonita - SPFW - inverno 2011





O desfile de Maria Bonita trouxe os candangos , migrantes que se instalaram em Brasilia para construção do sonho de Oscar Niemeyer onde ganhou ares de canteiro de obras, com cenário montado com madeira de tapume, num desfile que aconteceu ao som de Construção, obra-prima de Chico Buarque. O tema se refletiu na arquitetura das peças, com formas amplas e confortáveis, comprimentos longos e modelagens simplificadas que valorizavam a moulage em tecidos. Nas cores, tons urbanos: cinza do cimento, azul cobalto numa referência ao céu e marrom da terra.

Os aspectos rústicos se evidenciaram. Como nos vestidos de feltragem em seda pura com transparências; nas malhas de algodão dublado com relevo e no visual da malha rib, canelada; e nas peças de cerâmica com aspecto de concreto e pedras, desenvolvidas pela Swarovski, aplicadas sobre a malha de lã. O toque de ousadia ficou com os desdobramentos da bolsa de mão que virou bolso e apareceu como parte de vestidos e casacos.







Assista ao video do desfile da Maria Bonita

Related Posts with Thumbnails